Main Article Content

Resumo

A escoliose idiopática do adolescente é uma patologia de importante repercussão estética e funcional, caracterizada por uma deformação tridimensional da coluna vertebral que se desenvolve de forma súbita e progressiva durante os estirões de crescimento. Rastrear os sinais precoces e a prevalência de escoliose em escolares de 10 a 14 anos utilizando o escoliômetro e a biofotometria. Foi realizado um estudo observacional descritivo com crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos. Realizou-se inicialmente inspeção postural e medição da rotação vertebral por meio do teste de Adams e escoliômetro. Os estudantes que apresentaram rotação vertebral maior que 5º foram submetidos à biofotometria para análise do nivelamento dos ombros e Triângulo de Tales utilizando-se o programa Image J. Resultados: A prevalência de escoliose foi de 32,02% entre os 78 avaliados, maior em meninas (60%), e sendo o ângulo de rotação maior que 5º em 56% dos avaliados. Verificou-se também maior frequência de convexidade torácica (14/25) e de convexidade à esquerda (17/25). O teste de Adams seguido de medição da rotação pelo escoliômetro foi um importante método para rastreamento da escoliose. A biofotometria pode ser útil como método de acompanhamento clínico, porém não deve ser utilizada para rastreamento da escoliose por apresentar divergências quando comparada ao escoliômetro, instrumento de maior confiabilidade para o diagnóstico das escolioses.

Palavras-chave

Escoliose Coluna vertebral Postura Fisioterapia

Article Details

Como Citar
Siqueira, J. A. D. A., Ferreira, L. D. C., Jorge, F. S., & Baracat, P. J. F. (2020). Prevalência de escoliose em escolares entre 10 e 14 anos em Campos dos Goytacazes. Biológicas & Saúde, 10(33), 15-28. https://doi.org/10.25242/8868103320201982
Share |

Referências

  1. COELHO, D. M.; BONAGAMBA, G. H.; & OLIVEIRA, A. S. Scoliometer measurements of patients with idiopathic scoliosis. Brazilian Journal of Physical Therapy, v. 17, n. 2, p. 179–184, 2013.
  2. DEWAN, M. C.; MUMMAREDDY, N.; & BONFIELD, C. The influence of pregnancy on women with adolescent idiopathic scoliosis. European Spine Journal, v. 27, n. 2, p. 253–263, 2018.
  3. DÖHNERT, M.; & TOMASI, E. Validade da fotogrametria computadorizada na detecção de escoliose idiopática adolescente. Brazilian Journal of Physical Therapy, v. 12, n. 4, p. 290–297, 2008.
  4. FERNANDES, L. F. R. M.; BARROS, J. W.; SHIMANO, A. C.; MOREIRA, F. B. R.; GONÇALVES, F. F.; AMORIM, G. S.; & SANTOS, V. C. RODRIGUES, L. F.; SHIMANO, A. C.; FRANCISCO, F. Utilização da técnica de Moiré para detectar alterações posturais. Fisioterapia e Pesquisa, v. 10, n. 1, p. 16–23, 2003.
  5. FERREIRA, D. M. A., SUGUIKAWA, T. R., PACHIONI, C. A. S., FREGONESI, C. E. P. T., & CAMARGO, M. R. D. School screening for scoliosis:action for early diagnosis. Journal of Human Growth and Development, v. 19, n. 3, p. 357–368, 2009.
  6. GRIVAS B., T. European Braces for Conservative Scoliosis Treatment. Human Musculoskeletal Biomechanics, n. January 2012, p. 28–48, 2012.
  7. HARSHAVARDHANA, N. S.; & LONSTEIN, J. E. Results of Bracing for Juvenile Idiopathic Scoliosis. Spine Deformity, v.6, n.3, p.201–206, 2018.
  8. KOTWICKI, T.; NEGRINI, S.; GRIVAS, T. B.; RIGO, M.; MARUYAMA, T.; DURMALA, J.; & ZAINA, F. Methodology of evaluation of morphology of the spine and the trunk in idiopathic scoliosis and other spinal deformities - 6thSOSORT consensus paper. Scoliosis, v. 4, p. 1–16, 2009.
  9. MANHÃES, C. S; CUNHA, G. P. A., CISILIO, M. F., BARACAT, P. J. F., & JORGE, F. S. Efeitos da corrente russa associada à postura sentada da RPG em pacientes com escoliose juvenil. Perspectivas Online 2007-2011, v. 3, n. 9, 2009.
  10. MINGHELLI, B. Rastreio escolar: a importância na detecção precoce de posturas escolióticas em adolescentes das escolas de Silves, Algarve. Revista Portuguesa de Saúde Pública, v. 26, n. 2, p. 61–8, 2008.
  11. NEGRINI, S.; DONZELLI, S.; AULISA, A. G.; CZAPROWSKI, D.; SCHREIBER, S.; DE MAUROY, J. C.; & LEBEL, A. 2016 SOSORT guidelines: orthopaedic and rehabilitation treatment of idiopathic scoliosis during growth. Scoliosis and Spinal Disorders, v. 13, n. 1, p. 3, 2018.
  12. PIANTONI, L.; TELLO, C. A.; REMONDINO, R. G.; BERSUSKY, E. S.; MENÉNDEZ, C.; PONCE, C.; & NOËL, M. A. Quality of life and patient satisfaction in bracing treatment of adolescent idiopathic scoliosis. Scoliosis and Spinal Disorders, v. 13, n. 1, p. 1–12, 2018.
  13. SCHREIBER, S.; PARENT, E. C.; HILL, D. L.; HEDDEN, D. M.; MOREAU, M. J.; & SOUTHON, S. C. Schroth physiotherapeutic scoliosis-specific exercises for adolescent idiopathic scoliosis: How many patients require treatment to prevent one deterioration? - results from a randomized controlled trial - “SOSORT 2017 Award Winner”. Scoliosis and Spinal Disorders, v. 12, n. 1, p. 1–8, 2017.
  14. SHAKIL, H.; IQBAL, Z. A.; AL-GHADIR, A. H. Scoliosis: Review of types of curves, etiological theories and conservative treatment. Journal of Back and Musculoskeletal Rehabilitation, v. 27, n. 2, p. 111–115, 2014.
  15. SUH, S.W.; MODI, H.N.; YANG, J.H.; & HONG, J.Y. Idiopathic scoliosis in Korean schoolchildren: A prospective screening study of over 1 million children. European Spine Journal, v. 20, n. 7, p. 1087–1094, 2011.
  16. VIEIRA, D.B.D.A.L.; BERESOSKI, C.M.; CAMARGO, M.Z.; FERNANDES, K.B.P.; SIQUEIRA, C.P.C.M.; & FUJISAWA, D.S. Early signs of scoliosis in preschool children. Fisioterapia e Pesquisa, v. 22, n. 1, p. 69–75, 2015.