Main Article Content

Resumo

Nos dias atuais é notória a escassez de água em que o mundo vivencia aliado a isso, o desenvolvimento sustentável tem evoluído bastante no sentido de encontrar formas para proteger recursos naturais essenciais a sobrevivência humana; além da demanda pelo uso da água ser crescente, devido ao aumento populacional. Esses fatores remetem ao questionamento de como utilizar alternativas que reduzam o consumo de água potável e seus custos, preservando os recursos hídricos. Contexto que necessita de alternativas para preservação da água, de modo que esse recurso no futuro próximo não se torne escasso. Este trabalho tem por objetivo analisar a viabilidade econômica da implantação de um sistema de aproveitamento de água de chuva para fins não potáveis; no Instituto Educacional Paulo de Tarso, localizado no bairro Parque Aurora, na cidade de Campos dos Goytacazes – RJ. Foi desenvolvido um estudo de caso para auxiliar na tomada de decisão sobre a aplicação do investimento no projeto; por meio de levantamento dos consumos mensais de água, precipitação pluviométrica e determinação da área de coleta de chuva. Foi realizado o levantamento dos custos dos materiais, mão-de-obra, operação e manutenção do sistema. Os fluxos de caixas das duas alternativas foram analisados com um horizonte de planejamento de vinte e cinco anos a uma taxa mínima de atratividade (TMA) de 8,5% ao ano; a alternativa de se investir em um sistema de aproveitamento de água pluvial foi viável financeiramente. A análise de viabilidade econômica foi realizada através dos métodos de valor presente líquido (VPL), taxa interna de retorno (TIR), e o estudo do tempo de recuperação do capital investido, através do payback simples (PBS) e payback descontado (PBD).

 

PALAVRAS-CHAVE: Água de chuva, Sustentabilidade e Engenharia Econômica.

Article Details

Como Citar
de Souza, F. P., Pertel, M., & Mello, M. (2014). ANÁLISE DE VIABILIDADE ECONÔMICA: UM ESTUDO DE APROVEITAMENTO DA ÁGUA DE CHUVA NO INSTITUTO EDUCACIONAL PAULO DE TARSO – CAMPOS, RJ. Exatas & Engenharias, 4(08). https://doi.org/10.25242/885X4082014222