Main Article Content

Resumo

Esta pesquisa se desenvolve por uma preocupação com o gênero feminino no que  diz respeito à saúde mental e o crescente perigo que o uso indevido de drogas tem representado. O objetivo geral consiste em mapear os dados epidemiológicos sobre a drogadição feminina no Brasil. Contou-se com recursos da pesquisa bibliográfica para apreciar teoricamente os conceitos de Epidemiologia e sobre Drogadição e Gênero Feminino.Realizou-se uma Revisão Integrativa da Literaturano Scielo, desde sua inauguração até o mês de novembro de 2016, utilizando-se  aAnálise de Conteúdo (Bardin,2009). Nos resultados identificou-se a existencia de bancos de dados que mostraram-se fundamentais para a continuidade da pesquisa, tais como: o banco de dados virtuais do  Sistema Único De Saúde, o Levantamento Nacional de Álcool e Drogas( 2012), dados do DEPAN (Departamento Penitenciário Nacional, 2014), e o artigo entitulado A saúde de mulheres e o fenômeno das drogas em revistas brasileiras, escrito em 2014 por profissionais de Enfermagem. É inegável o quanto o estudo que ora desenvolveu-se sobre as terminologias e principais conceituações da Epidemiologia, ampliou a possibilidade de novas buscas, partindo de novos termos tanto na literatura impressa como nos sites de artigos indexados. 

Palavras-chave

Drogadição Feminina Epidemiologia Drogas Mulher.

Article Details

Como Citar
Henrique Ribeiro-Andrade, Érica, Gomes Evangelista, M., Santana Chagas, V., Pinto Silva, A. M., & Teresa Barbosa Barreto, M. F. (2017). DROGADIÇÃO FEMININA NO BRASIL: UMA ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA. Humanas & Sociais Aplicadas, 7(19). https://doi.org/10.25242/887671920171173