Main Article Content

Resumo

Este trabalho consiste em uma pesquisa cujo objetivo foi analisar as memórias de mulheres policiais militares do Estado do Rio de Janeiro, a fim de identificar relatos de assédio moral e sexual vivenciados dentro da corporação militar durante o período de inserção feminina na PMERJ, durante a década de 1980. Foi empregado o método qualitativo de Histórias de Vida Temáticas de três ex-policiais militares. Concluímos que as mulheres policiais militares que ingressaram na corporação na década de 1980 sofreram assédio moral e sexual ao longo de suas experiências na academia militar e na prática profissional. O método de enfrentamento empregado pelas ex-policiais para suportar as experiências foi o silêncio, em virtude do medo de perder o emprego e por interpretarem que não seriam ouvidas pela liderança da corporação na época. Além disso, a entrada das mulheres na corporação foi desafiadora e complexa não só para as mulheres, mas também para os militares homens que até então trabalhavam em um ambiente profissional masculinizado.  

Palavras-chave

Memória Social Mulheres Policiais Assédio Sexual Assédio Moral

Article Details

Como Citar
Moreira, M., & Constantino, P. (2018). MEMÓRIAS DE MULHERES POLICIAIS DA PRIMEIRA TURMA DE FORMAÇÃO DE SOLDADO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Humanas & Sociais Aplicadas, 8(22). https://doi.org/10.25242/887682220181266

Referências

  1. AVILA, Rosemari Pedrotti de. As consequências do assédio moral no ambiente de trabalho. Dissertação (Mestrado em Direito) – Universidade de Caxias do Sul. Caxias do Sul, p. 158, 2008.
  2. BEZERRA, Claudia de Magalhães; MINAYO, Maria Cecília de Souza; CONSTANTINO, Patrícia. Estresse ocupacional em mulheres policiais. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 18, n. 3, p. 657-666, Mar. 2013. Disponível em:. Acessado em 22 Out. 2017. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232013000300011.
  3. BOSI, Ecléa. Memória e Sociedade: Lembrança de velhos. 3 ed. São Paulo: Companhia das letras, 1994.
  4. _________. O tempo vivo da memória: Ensaios de Psicologia Social. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.
  5. CALAZANS, Márcia Esteves de. Mulheres no policiamento ostensivo e a perspectiva de uma segurança cidadã. São Paulo Perspec., São Paulo , v. 18, n. 1, p. 142-150, Mar. 2004 . Disponível em: . Acessado em 10 Set. 2017. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-88392004000100017.
  6. CODATO, Adriano Nervo. Uma história política da transição brasileira: da ditadura militar à democracia. Rev. Sociol. Polit., Curitiba , n. 25, p. 83-106, Nov. 2005 . Disponível em: . Acessado em 18 Nov. 2017. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-44782005000200008.
  7. GUIMARAES, Liliana Andolpho Magalhães; RIMOLI, Adriana Odalia. "Mobbing" (assédio psicológico) no trabalho: uma síndrome psicossocial multidimensional. Psic.: Teor. e Pesq., Brasília , v. 22, n. 2, p. 183-191, Ago. 2006 . Disponível em: . Acessado em 15 Ago. 2017. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722006000200008.
  8. HALBWACHS, Maurice, 1877 - 1945. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2006.
  9. HELOANI, Roberto. Assédio moral – Um ensaio sobre a expropriação da dignidade no trabalho. ERA –eletrônica, v.3, n.1, Art.10, jan./jun.2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/raeel/v3n1/v3n1a12.pdf
  10. LOPES, Emanuel Bruno, BRASIL, Glaucíria Mota. Mulheres na polícia: demarcação dos espaços de comando e relações assimétricas de poder. Fazendo Gênero – Diásporas, Diversidades, Deslocamentos, p. 1-9, Ago. 2010.
  11. MYNAIO, Maria Cecília de Souza (coord.). Missão prevenir e proteger: condições de vida, trabalho e saúde dos policiais militares do Rio de Janeiro. Minayo MCS, Souza ER, Constantino P, coordenadoras. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2008. P328
  12. NJAINE, Kathie (Org.). Impactos da violência na saúde. / organizado por Kathie Njaine, Simone Gonçalves de Assis e Patrícia Constantino. – Rio de Janeiro: EAD/ENSP, 2013.
  13. QUEIROZ, Maria Isaura Pereira de. Relatos orais: do "indizível" ao "dizível". In: Experimentos com histórias de vida: Itália-Brasil [S. l: s.n.], 1988.
  14. SA, Celso Pereira. Memória, Imaginário e representações sociais. Rio de Janeiro: Museu da República, 2005.
  15. SANTOS, Myrian Sepúlveda dos. Memória coletiva & teoria social. São Paulo: Amablume, 2003.
  16. SOARES, M. B., MUSUMECI, L. Mulheres Policiais: Presença Feminina na Polícia Militar do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.
  17. TINOCO, Rui. História de vida: Um método Qualitativo de investigação. 2004. Disponível em: www.psicologia.com.pt.
  18. VINUTO, Juliana. A amostragem em bola de neve na pesquisa qualitativa: Um debate em aberto. Temáticas, Campinas, 22, (44):203-220, ago/dez, 2014. Disponível em: https://www.ifch.unicamp.br/ojs/index.php/tematicas/article/view/2144/1637.
  19. BRASIL, Ministério do Trabalho e Emprego, 2013. Disponível em: http://acesso.mte.gov.br/data/files/8A7C812D3CB9D387013CFE571F747A6E/CARTILHAASSEDIOMORALESEXUAL%20web.pdf. Acessado em 10/10/2016).
  20. BRASIL, As mulheres nas instituições militares, 2015. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/15255/As_mulheres_nas_institui%C3%A7%C3%B5es_policiais.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acessado em 15/06/2016).