Main Article Content

Resumo

O mundo está globalizado, dinâmico e exige competências e habilidades necessárias à vivência contemporânea em sociedade. Este cenário demanda a existência de uma linguagem ou língua eficiente de comunicação, que possa unir todos os países e suas culturas. Desta forma, aprender um idioma se tornou uma necessidade básica para diferentes públicos. Neste sentido, a Educação Infantil do CENSA aliou-se ao programa bilíngue International School, que busca promover a aprendizagem da Língua Inglesa por meio de interações interculturais, atendendo à integração com os demais conteúdos curriculares, uma vez que a abordagem pedagógica de ambas instituições apresenta sinergia quanto à visão de educação. De acordo com estudos baseados nas neurociências, a inserção da Língua Inglesa na primeira infância propicia diversos benefícios aos aprendizes. Segundo Chevrie-Muller e Narbona (2005), a aprendizagem de uma segunda língua torna-se mais apta até os seis anos de idade, período pré-escolar, no qual o mecanismo de aquisição da linguagem encontra-se plenamente ativo na criança. Além disso, as crianças estão mais preparadas à consecução de um novo idioma, pois estão na fase propícia a receber e assimilar diferentes estímulos externos. Forte (2010, p.) afirma que “os jovens aprendizes parecem não refletir sobre esta língua, sobre este aprendizado”. O que significa que eles tendem a receber o que está sendo transmitido sem se dar conta de que estão aprendendo, o que ocasiona uma aprendizagem natural, sem o apego às normas gramaticais, por exemplo. No decorrer do primeiro ano de implementação do programa, notamos grande evolução dos alunos do 2°, 3° períodos da Educação Infantil e 1° ano do Ensino Fundamental. O Inglês no contexto escolar vem sendo trabalhado com intuito além da própria linguagem, pois as aulas oferecem oportunidades para os educando potencializarem habilidades sociais e desensenvolverem suas funções executivas a todo momento, através de atividades especialmente pensadas para esta fase de suas vidas. Constatamos que a abordagem CLIL (Content and Language Integrated Learning) que visa unir a Língua Inglesa e demais componentes da matriz curricular se mostrou eficaz e os alunos vêm apresentando os resultados esperados, ou ainda melhores. Com o objetivo de ampliar o conhecimento da língua e torná-lo utilizável em diferentes contextos, as crianças foram convidadas a participar de diversos eventos ao longo do ano: a comemoração do dia das Mães, piqueniques, tardes com os avós, a elaboração de slime, nos quais as crianças fizeram uso da língua inglesa. Nestas situações, foi possível observar o domínio da habilidade oral, mior fluência no vocabulário e o engajamento ativo/participativo nas atividades propostas. A Escola Infantil do CENSA em articulação com a International School são parceiras na prepararação das crianças para as mudanças da sociedade e a aprendizagem da Língua Inglesa veio como uma ferramenta essencial para alcançar este objetivo macro.

Palavras-chave

Língua Inglesa crianças aprendizagem

Article Details

Como Citar
ALBUQUERQUE, A., ALICE FARIA, M., PEREIRA, M., A. N. WAGNER, L., & A. CARVALHO, L. (2018). APRENDIZAGEM DA LÍNGUA INGLESA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA DEMANDA DA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA. Humanas & Sociais Aplicadas, 8(22). https://doi.org/10.25242/887682220181574