Main Article Content

Resumo

O objetivo desse trabalho é discutir um fenômeno antigo, embora não conhecido por tal nome e, frequente nos grupos sociais, o bulliyng, que evoluiu junto à tecnologia, ocorrendo agora nos grupos sociais digitais, o cyberbullying. A escolha por esta temática advém da motivação em realizar um estudo sobre o papel dos profissionais da educação e da saúde, considerando os desafios a serem enfrentados devido à dificuldade de diagnosticar os fenômenos bullying, cyberbullying, e os agressores. A metodologia consiste em pesquisa de cunho bibliográfico e análise em documentos. Para esse estudo utilizou-se o referencial teórico de alguns autores como: (CLEO FANTE, 2005); (BELSEY, 2009); (OLWEUS,1993); (FANTE, 2005); (SILVA, 2009); (BEANE, 2010); (ROLIM, 2010) dentre outros estudiosos do assunto. O bullying, caracterizado por violência física ou psicológica, material ou de exclusão, frequente nos ambientes escolares, existiu por muito tempo. Atualmente, não ocorre apenas no ambiente escolar, o bullying permeia o cyberespaço. As agressões e a perseguição, se diferem da forma inicial por atingir maiores proporções, devido a velocidade de propagação e o falso anonimato do agressor, o que permite a desinibição  do mesmo. A esse comportamento hostil com objetivo repetido de caluniar, injuriar e prejudicar um indivíduo, é o que caracteriza o bullying e sua versão digital o cyberbullying. Não estar frente a frente com a vítima encoraja o agressor e conquista espectadores. O comportamento do agressor, envolve o uso da informação e das novas tecnologias digitais como forma de apoio deliberado. O cyberbullying, considerado grave é responsável por inúmeros problemas nas vítimas embora ainda não existam  comprovações conclusivas das consequências dessas ações. O bullying e o cyberbullying, ocorrem mediante a alguns personagens desenvolvendo papeis, sendo a vítima, aquele que sofre a agressão, o agressor aquele que comete a agressão e/ou a perseguição e o espectador, aquele que percebe a agressão podendo ou não contribuir na agressão. Levantar a questão e perceber quem são os personagens do fenômeno bullying/cyberbullying é imprescindível visto que amigos, pais e profissionais da educação  e saúde, constituem importantes agentes inibidores dos fenômenos citados a fim de evitar consequências diversas, desde a problemas passageiros a consequências maiores, como diversas doenças, e até mesmo suicídio.

Palavras-chave

bullying cyberbullying cyberespaço.

Article Details

Como Citar
R. DA S. PETRUCCI, W., & DE S. RANGEL, C. (2018). CYBERBULLYING: AGRESSÃO NO ESPAÇO VIRTUAL. Humanas & Sociais Aplicadas, 8(22). https://doi.org/10.25242/887682220181597