Main Article Content

Resumo

O abuso sexual é usualmente definido como uma interação física ou psicológica de cunho sexual que usa força, persuasão, álcool/drogas e o recurso a uma posição de autoridade, contrária a vontade do outro. Ela afeta o indivíduo não apenas no aspecto do prazer e ímpeto de tortura do agressor, mas aliena a existência do próprio corpo da vítima. No período da infância pode ser relacionado a graves consequências para o desenvolvimento infantil, incluindo prejuízos emocionais, cognitivos, sociais e comportamentais. Sendo assim, crianças vítimas de abuso sexual podem manifestar uma pluralidade de transtornos psicopatológicos, e um deles é o Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT). O TEPT caracteriza-se pelo quadro clínico que surge após a exposição ao evento traumático, o qual desencadeia sintomas de medo intenso, horror ou impotência, a vítima também pode manifestar comportamento agitado ou desorganizado, geralmente tem sonhos aflitivos e episódios de flashbacks com o evento. O presente estudo torna-se relevante ao trazer essa temática à tona para a produção de novo conhecimento científico. Por isso, serão apresentados os dados coletados por meio da revisão de literatura de diversos materiais que enfatizam os seguintes aspectos: a correlação entre violência e abuso sexual, prevalência do TEPT na infância e adolescência em vítimas de abuso sexual, a faixa etária predominante e a interferência do desenvolvimento da vítima. Feita a associação dos dados, verifica-se que as vítimas possuem inúmeros danos no que tange, principalmente, as relações afetivas. Há uma intensa dificuldade para que elas consigam construir vínculos de confiança. Percebe-se também que estas desenvolvem baixa autoestima, gerando bloqueios relacionados a insegurança e posteriormente vindo a se associar com transtornos como ansiedade e depressão.


 

 

Palavras-chave

transtorno de estresse pós-traumático abuso sexual desenvolvimento psicossocial.

Article Details

Como Citar
P. T. RIBEIRO, C. H., M. V. DE SOUSA, C., C. DA COSTA, L., M. R. SALES, N., W. BASTOS, R., P. DIAS, T., & C. BARRETO, ÉRIKA. (2018). TRANSTORNO DE ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO EM VÍTIMAS DE ABUSO SEXUAL NA INFÂNCIA. Humanas & Sociais Aplicadas, 8(22). https://doi.org/10.25242/887682220181660