Main Article Content

Resumo

No mundo contemporâneo os centros históricos das cidades são afetados pelos novos usos e demandas da sociedade. Frequentemente estas áreas passam por problemas de envelhecimento das infraestruturas urbanas e edificações, congestionamentos, carência de vegetação, poluição visual, mobilidade, degradação do patrimônio histórico, entre outros aspectos. Cidades que apresentam problemas de degradação e subutilização de seus centros históricos, necessitam de intervenções de melhoria. Estes problemas, muitas vezes, são resultado dos processos de modificações legais ou ilegais no planejamento urbanístico. Para a intervenção em centros urbanos degradados são necessários estudos de diagnóstico e elaboração de projetos e planos de reabilitação urbana. A falta de acessibilidade e arborização nos espaços públicos é um aspecto significativo das áreas urbanas centrais. O Centro Histórico da cidade de Campos dos Goytacazes, objeto desta pesquisa, apresenta diversos problemas, entre os quais são significativos os de ordem urbanístico-ambientais. A pesquisa teve como propósito realizar caracterização e diagnóstico de aspectos urbanísticos e ambientais do Centro Histórico de Campos dos Goytacazes, embasado em aspectos teóricos e metodológicos, de modo a subsidiar o planejamento, projetos e gestão urbana. Para o desenvolvimento do estudo foram realizados os seguintes processos: revisão da literatura; pesquisa e análise de normas técnicas e legislação; levantamento de campo com mapeamento dos aspectos urbanísticos e ambientais (acessibilidade e arborização); registros fotográficos; tabulação e análise de dados. Foram levantados e mapeados: 1) Aspectos urbanísticos: pisos elevados, áreas de calçadões, rampas, faixas de pedestres e calçadas sem rampa. 2) Aspectos ambientais: vegetação (árvores, palmeiras e arbustos) plantada no solo e plantada em vaso. Observou-se nesta área, inadequação das calçadas em relação ao atendimento da norma técnica de acessibilidade NBR 9050/2015, como também carência e inadequação da arborização nos espaços públicos. Portanto, a maior parte do local estudado não dispõe de acessibilidade e arborização satisfatórias. Tornar o centro histórico totalmente acessível e arborizado depende de ações do poder público e da população em geral. Estes aspectos contribuem significativamente para a humanização e sustentabilidade do espaço público, proporcionando qualidade de vida na cidade.

Palavras-chave

espaço público humanização planejamento urbano.

Article Details

Como Citar
B. FERREIRA, A. C., D. SILVA NETO, J., R. RAMOS, M., S. S. TEIXEIRA, M., C. MARTINS, R., P. SOUZA, S., C. F. RANGEL, H., P. E. MARQUES, J., & S. ARAÚJO, R. (2018). ACESSIBILIDADE E ARBORIZAÇÃO NA ZONA CENTRO HISTÓRICA (ZCH) DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, RJ. Humanas & Sociais Aplicadas, 8(22). https://doi.org/10.25242/887682220181671