Main Article Content

Resumo

A literatura atual vem apontando a existência de influências positivas de crenças espirituais e religiosas no tratamento do câncer. Assim, o presente estudo, promovido pelo Núcleo de Estudos Fenomenologia (NEFE) em parceria com o Núcleo de Pesquisa Multidisciplinar em Cultura, Fé e Razão (NUCFER) da Pastoral Universitária dos Institutos Superiores de Ensino do CENSA - ISECENSA, tem como proposta conhecer, analisar e compreender as concepções de familiares e profissionais da saúde acerca da associação entre psicologia, espiritualidade e saúde em Oncologia. Dessa forma, o objetivo geral desse projeto é compreender o significado da espiritualidade para pacientes oncológicos durante o seu tratamento e como esse mecanismo pode contribuir como apoio ao cuidado humano e nas relações entre paciente, familiares e equipe de saúde. A pesquisa será qualitativa, onde será feito, em um primeiro momento, uma Revisão de Literatura para embasar os olhares dos pesquisadores sobre o tema proposto, buscando artigos científicos publicados nos últimos 10 (dez) anos sobre a temática, com os seguintes descritores: psicologia, religião, saúde, espiritualidade. Após, será realizada uma pesquisa de campo, utilizando a técnica de entrevista semiestruturada. Pretende-se realizar 10 (dez) entrevistas individuais, sendo 5 (cinco) com familiares de pacientes com câncer sob cuidados paliativos e 5 (cinco) com agentes da saúde, integrantes da equipe multidisciplinar, que trabalham no setor oncológico de cuidados paliativos. Espera-se promover qualidade de vida aos pacientes oncológicos por meio da psicologia e espiritualidade e, no final da pesquisa, publicar um artigo científico na Revista Perspectivas Online com os resultados obtidos.

Palavras-chave

Psicologia Espiritualidade Qualidade de Vida

Article Details

Como Citar
Sales , A. S. P., França, C. S., Santos, L. M. dos, Santos, P. G. V. O. dos, Azevedo, P. W. de, Gasparet, M., & Sousa, P. M. S. de. (2020). Psicologia e espiritualidade como rede de apoio no cuidado de pacientes em tratamento paliativo. Humanas & Sociais Aplicadas, 10(28), 65-66. https://doi.org/10.25242/8876102820202189