Main Article Content

Resumo

O estudo teve como objetivo verificar a efetividade das ações da rede de proteção social criada pela Prefeitura de Campos dos Goytacazes/RJ a partir do perfil da qualidade de vida dos idosos que aderiram a um programa de Envelhecimento Saudável e Ativo desenvolvido durante Isolamento Social imposto pela pandemia de COVID-19. A atividade física é importante para os idosos, basicamente para manter seu nível de bem-estar, saúde mental e independência. O isolamento social devido à pandemia de COVID-19 tem impactado a qualidade de vida de idosos independentemente do estilo de vida antes do isolamento. Experiências implementadas, principalmente pelos poderes públicos, têm procurado efetivar ações de atenção a idosos, pressupondo contribuição para o desenvolvimento de capacidades e autonomia. Foi utilizado um Survey eletrônico composto por perguntas do questionário de Nahas (2017), além de perguntas sobre aspectos socioeconômicos dos participantes. Os links de acesso ao instrumento da pesquisa foram enviados via aplicativo de mensagens aos participantes do projeto de 60+ Saúde após 4 meses de isolamento social imposto pela pandemia. A amostra foi formada por 356 idosos que aderiram ao programa online de Envelhecimento Saudável e Ativo que promovia a prática de exercícios físicos periódica. Os resultados mostraram que em todos os domínios observados os idosos participantes do estudo tiveram como tendência central o escore 3, o que indica que todos os aspectos são positivos no estilo de vida, e, portanto, fatores de melhoria da qualidade de vida dos participantes. Assim, a adesão ao programa online de Envelhecimento Saudável e Ativo promoveu um impacto positivo no estilo de vida dos idosos.

Palavras-chave

Idosos Coronavírus Atividade-física

Article Details

Biografia do Autor

Mauricio Rocha Calomeni, ISECENSA

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Estácio de Sá (2005) e mestrado em Ciencia da Motricidade Humana pela Universidade Castelo Branco (2008), doutorado em Saúde Mental no Instituto de Neuropsiquiatria (IPUB/UFRJ), e, atualmente cursando pós-doutorado em Enfermagem e Biociências na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Coordenador do Curso de Educação Física dos Institutos Superioires de Ensinio do Censa (ISECENSA) e da linha de pesquisa Efeitos do treinamento mental e estimulaçao cortical aplicados na performance e desenvolvimento humano. Presidente do Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos dos Institutos Superiores de Ensino do CENSA. Presidente da Associação de Profissionais de Educação Física do Norte e Noroeste Fluminense (APEF-Norte Noroeste Fluminense). Palestras e cursos ministrados no Brasil, Espanha e México. Diversos trabalhos publicados com ênfase em neurociência, atuando principalmente nos seguintes temas: exercício físico e desempenho cognitivo, aprendizagem motora, neuromodulação não invasiva .

Como Citar
Gomes, H. L., Siqueira, E. L. G., Francisco, C. B., Santos , P. T. dos, Silva, N. C. A. da, & Calomeni, M. R. (2021). Efeitos na qualidade de vida de um programa de envelhecimento saudável e ativo durante pandemia de COVID-19. Perspectivas Online: Humanas & Sociais Aplicadas, 11(30), 104-114. https://doi.org/10.25242/8876113020212276