Main Article Content

Resumo

A família brasileira sofreu uma modificação intensa e acelerada na última metade do século XX,
principalmente, nas últimas três décadas. Um conjunto de transformações sociais, culturais, econômicas e
científicas influenciou decisivamente na sua (re)configuração. As estruturas sociais “modernizaram-se” e a
família foi adaptando-se, de forma interativa, como receptora e agente das mudanças. Este processo é
caracterizado pela complexidade compondo-se de diferentes dimensões, das quais destacamos: a sóciodemográfica,
a estrutural-organizativa, a emocional. Neste panorama, a família - uma instituição reconhecida
por sua tradição - adota “novas” formas de organização; a tradição é renovada a partir da opção pessoal, a
família se transforma numa instituição complexa e plural, na qual a função de socialização das gerações mais
jovens se torna um desafio social.

Article Details

Como Citar
Barbosa, M. A. (2014). DA METAMORFOSE SOCIAL À METAMORFOSE FAMILIAR: UMA VIA DE MÃO DUPLA. Humanas & Sociais Aplicadas, 2(5). https://doi.org/10.25242/887625201269