Main Article Content

Resumo

O descarte de pilhas e baterias é um problema que não envolve somente órgãos responsáveis, mas também a população como um todo. A cooperação da comunidade pode contribuir para a diminuição dos impactos
causados por resíduos perigosos no meio ambiente. O objetivo do presente trabalho é analisar as formas de descarte de pilhas e baterias usadas pelos moradores dos bairros Calabouço, Jardim Carioca e Parque Guarus do município de Campos dos Goytacazes – RJ. Foi elaborado um questionário de seis perguntas fechadas, sendo duas perguntas sobre informações pessoais dos participantes e quatro perguntas sobre o descarte de pilhas e baterias. O mesmo foi aplicado a um total de 308 moradores (numero de pessoas alcançadas num período de seis meses) dos bairros selecionados, sendo 98 do calabouço, 107 do Jardim Carioca e 103 do Parque Guarus. O resultado dos questionários foi tabulado, devidamente analisado e discutido com base no objetivo proposto pelo presente trabalho. Analisando os dados de modo geral é possível dizer que, embora a população não apresente conhecimento sobre os problemas ocasionados pelo descarte indevido, é necessário que haja por parte dos órgãos governamentais a implementação de políticas públicas que viabilizem o descarte correto e responsável uma vez que segundo a lei 12.305/2010 (que trata da Política Nacional de Resíduos Sólidos) a responsabilidade pelo gerenciamento de resíduos sólidos, incluindo os perigosos é dos geradores, do poder público e dos instrumentos econômicos aplicáveis (Sistema de Gestão Integrada). Os
fabricantes de pilhas e baterias ainda de acordo com a lei 12.305/2010 devem estruturar e implementar sistemas de logística reversa, ou seja, o retorno dos produtos após o uso pelo consumidor. Esse sistema quando colocado em prática traz benefícios como: o retorno de alguns materiais para o processo produtivo e redução do volume de resíduos despejados em aterros, no caso dos resíduos perigosos ajuda a evitar possíveis impactos ambientais e a saúde humana. O município de Campos dos Goytacazes possui um plano de gestão integrada, porém de acordo com os resultados obtidos é possível dizer que falta divulgação sobre o assunto e sobre os postos de coletas de pilhas e baterias, fato que inviabiliza o sucesso do gerenciamento de resíduos sólidos na cidade e o sucesso da logística reversa desses materiais.


Palavras Chave: Descarte. Pilhas. Baterias.

Article Details

Como Citar
MACHADO, R., & BARRETO, N. (2015). FORMA DE DESCARTE DE PILHAS E BATERIAS DE CELULARES USADAS POR MORADORES DO MUNICÍPIO DE CAMPOS DOS GOYTACAZES E CONSCIÊNCIA AMBIENTAL QUANTO O DESCARTE ADEQUADO. Humanas & Sociais Aplicadas, 5(14). https://doi.org/10.25242/88765142015846