Main Article Content

Resumo

A Lagoa do Vigário está localizada no município de Campos dos Goytacazes, RJ, e sofreu um processo de aterramento na década de 80 para que o acesso dos moradores ao centro da cidade fosse facilitado. Devido ao processo irregular de ocupação espontânea e a delimitação de áreas de risco estabelecidas pela Prefeitura de Campos, os moradores estão sendo remanejados para os conjuntos habitacionais construídos pela Prefeitura. Dado este fato, o presente estudo tem como objetivo valorar economicamente a Lagoa do Vigário através da percepção socioambiental da população local e verificar quais fatores socioeconômicos tem influência para o valor. Para tanto, a técnica utilizada foi o Método de Valoração Contingente, o qual consiste em captar o valor econômico de ativos ambientais através da aplicação de questionários, assim como a utilização da regressão linear para verificar quais fatores socioeconômicos contribuem para o valor da Disposição a Pagar. Uma amostra de 50 indivíduos foi questionada acerca de sua disposição a pagar (DAP) pela permanência, manutenção e acesso do ativo ambiental. Da população entrevistada, 100% estariam dispostos a pagar alguma quantia para continuar morando no local tendo manutenção e acesso ao bem. A DAP média estimada foi de R$ 5,98 mensais.

Palavras-Chave: Valoração, Disposição a Pagar, Área de Preservação Permanente.

Article Details

Como Citar
Pavan de Souza, F., Pereira Santos, A. S., Teixeira, T., Pertel, M., V. Acserald, M., Marcondes, Q., & Hildebrandt, D. (2016). APLICAÇÃO DO MÉTODO DE VALORAÇÃO CONTINGENTE PARA MENSURAR A PERCEPÇÃO SÓCIO AMBIENTAL DOS MORADORES QUE VIVEM NO ENTORNO DA LAGOA DO VIGÁRIO. Humanas & Sociais Aplicadas, 6(15). https://doi.org/10.25242/88766152016971